Happening at IESLA

Mercado ávido por mestres e doutores

Marinella Castro

Ficou no passado a ideia de que ser mestre ou doutor só tinha valor na academia. Os profissionais com a titulação estão sendo disputados pelas universidades e também pelo mercado de trabalho, onde atuam em áreas que vão do petróleo e gás à bioética, passando pelo agronegócio. Os salários, segundo levantamento de empresas especializadas no recrutamento de profissionais de alta qualificação, em setores como a área jurídica, podem crescer até 60% em relação aos profissionais que possuem apenas a graduação. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) são um bom termômetro da busca por esses profissionais. No primeiro semestre, mais de 1,1 mil estrangeiros foram autorizados a trabalhar no Brasil, número 12% maior que o registrado entre janeiro e junho de 2011. No ano passado, o salto foi surpreendente. Tiveram autorização para trabalhar no Brasil cerca de 1,7 mil mestres e doutores, número quase três vezes superior ao registrado em 2010.

A demanda do mercado tem causado também uma corrida para os cursos stricto sensu. Na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a procura pela modalidade, que crescia a uma proporção de 3% a 4% ao ano, praticamente dobrou, e hoje avança 8% ao ano, mantendo 8 mil futuros mestres e doutores, em 70 programas. “Temos uma falta significativa desses profissionais no país. Mestres e doutores incorporaram novos conhecimentos às empresas, à indústria, inclusive no planejamento do crescimento”, diz o pró-reitor de pós-graduação da UFMG, Ricardo Santiago Gomes. Segundo ele, a demanda cresce também nos quadros da academia. Em dois anos, o número de professores com a titulação na UFMG saltou de 1,2 mil para 1.550.

O diretor comercial do Instituto de Educação Superior Latino-americano (Iesla), Jasube Gouvea, explica que as instituições parceiras mantêm convênios com 15 universidades na América Latina, Espanha e Portugal, chegando à marca de 3 mil alunos em cursos de mestrado e doutorado distribuídos em mais de 30 programas. Segundo ele, a procura, que há quatro anos correspondia a 400 alunos por semestre, mais que dobrou, agora são 1 mil alunos no período. “O Brasil tem buscado esses profissionais no exterior. O título traz conhecimento e valoriza a carreira, inclusive sob o ponto de vista salarial”, comenta o especialista. De acordo com ele, a busca pela formação estrangeira é impulsionada também pelo valor do investimento. Enquanto um doutorado no Brasil pode custar perto de R$ 70 mil, no exterior o preço é de aproximadamente R$ 25 mil.

Mestrando na área do direito econômico internacional, o advogado Paulo Rage investe na qualificação para atuar em um mercado altamente especializado. Aos 26 anos ele concluiu a graduação, participou de programa acadêmico profissional na embaixada do Brasil em Washington e é um dos fundadores da Câmara de Comércio Brasil-Moçambique. “A especialização é uma necessidade do mercado de trabalho. Na minha área de atuação é preciso ter esse diferencial.”

Atuando também como empresário, Paulo já planeja o doutorado e diz que hoje existe uma dificuldade em encontrar profissionais com alto nível de especialização no Brasil. Ele conta que sua formação foi um diferencial para o crescimento de sua empresa, que recentemente se fundiu ao escritório Bernardes e Advogados Associados. O sócio, Flávio Bernardes, concorda. “Contratamos e valorizamos o profissional com título de mestre e doutor, inclusive oferecendo bolsas parciais para custeio. É importante aliar a prática a uma base teórica forte.”

Terra da oportunidade

Do total de autorizações concedidas a estrangeiros para trabalhar no Brasil em 2011, 66,6 mil foram para atividades temporárias e 3,8 mil para trabalho permanente. Das autorizações temporárias, mais da metade foi para profissionais com nível superior completo, com elevação substancial de mestres e doutores, que em um ano subiram de 584 para 1.734 autorizações. Segundo Carlos Alberto Caram, consultor da Caram Hunter, com o crescimento econômico houve um avanço do investimento em pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias no país, o que fez o mercado brasileiro importar essa mão de obra. Na Europa, onde os investimentos caíram em virtude da crise financeira, há excedente de profissionais altamente qualificados.

Reflexo imediato no salário

Quanto maior a titulação do funcionário, maior costuma ser sua renda. Daniel Rezende, gerente de performance da Dasein Executive Search, empresa especializada na busca de executivos com alta qualificação, diz que a demanda por mestres e doutores no Brasil cresce de forma generalizada, destacando-se o setor industrial, áreas como petróleo e gás, engenharias e siderurgia. A pouca oferta eleva os salários. Segundo a Dasein, em relação à graduação, nas áreas do direito o título de doutor pode fazer o salário aumentar em até 60%, na engenharia em 40% e na medicina, em média, 30%.

O head hunter Carlos Alberto Caram diz que a pós-graduação faz a renda melhorar pelos menos 30% nas áreas de pesquisa das companhias. “Para crescer, as empresas estão investindo em novas tecnologias e demandando o pesquisador, mas há também uma quebra de paradigmas, com a busca de profissionais com essa qualificação para cargos de gestão.”

André Franco é biólogo e, no ano passado, iniciou seu mestrado na área de gestão ambiental. Além de pesquisas que inovteem na área, ele quer competir por uma vaga na universidade e, para isso, diz que tem que se qualificar. “Depois do mestrado, pretendo já iniciar o doutorado.” Ele conta que, para o seu curso, Análise e modelagem de sistemas ambientais, foram 50 candidatos inscritos no ano passado, contra seis em 2010, incremento de mais de oito vezes em 12 meses. (MC)

Fonte: http://www.em.com.br/

Related posts:

MEC establishes higher education regulation council

News Source: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃOOriginal Publication Date: 10/06/2024Originally Published at: https://www.gov.br/mec/pt-br/assuntos/noticias/2024/junho/mec-institui-conselho-de-regulacao-da-educacao-superior The Ministry of Education (MEC), by means of Ordinance No. 529/2024, has instituted

Read more "

Sear Jasube Gouveia (Vice-President)

An educational institution should help nurture the hopes of the world: in solving challenges that cross borders; in unlocking and harnessing new knowledge; in building cultural and political understanding, and in modeling environments that promote dialogue and the debate of ideas.

IESLA believes that people make the place where they live.

Based on the belief and values that gave rise to the creation of IESLA, "that by improving man we improve the nation", IESLA has been offering Brazilians, Angolans and others access to master's and doctoral degrees at the best universities in Argentina, Portugal and the United States, providing a top-level academic experience, as well as a rich cultural exchange. In a format that allows people to reconcile their professional and personal lives with their academic lives. In this way, we address the historical shortage of master's and doctoral degrees offered in Brazil, Angola and other countries.

IESLA is committed to continuing to contribute to people's academic and professional training, which is why it has expanded its range of courses to include distance learning courses, free courses and MBAs, as well as increasing its options for master's degrees, doctorates and post-doctorates in a wide variety of areas of knowledge.

Visit our websites and see what's new!

We at IESLA believe that people make an institution great, so whether you are a prospective student, current student, teacher, researcher, staff member, mother, father, child, friend, or visitor, your interest and enthusiasm are very important, valued and appreciated.
We will always be at your disposal.

Dr. Cilas Rosa (Asset Manager)

Nowadays, many people confuse knowledge with wisdom, but these concepts have different meanings. If we look closely, we can see obvious differences.

Knowledge is information or a notion acquired through study or experience. It can be acquired by someone who has never left the place where they are studying.

The person has dedicated themselves to researching something and has accumulated a great deal of knowledge on a particular subject.
Wisdom or sapience is what the "sage" or "Phronesis" possesses - used by Aristotle in the Nicomachean Ethics to describe "practical wisdom", or the ability to act in the right way.

Human wisdom would be the ability that helps people to identify their mistakes and those of society and correct them. To be wise you have to live, experience, unravel, evaluate, interact, respect, see and listen to others and to life itself.

In the past, one people always dominated another through war, with thousands of armed soldiers invading territories and enslaving others. Today the invasion hasn't stopped, the desire to dominate hasn't ended. What has changed are the weapons, not invading with armies and wiping everything out.

Now dominance is exercised by those who have the knowledge, who know what to do and how to do it, dominate and have others under their control. Our country has continental proportions, immense natural wealth and wonderful beaches. Yes, we have a potential for growth that perhaps no other country in the world possesses. But what will happen to so much natural wealth if we don't have a people prepared, with the knowledge and wisdom to turn this potential into economic benefits and dividends?

What IESLA offers everyone is both knowledge and wisdom. We provide the best environment for the accumulation of knowledge, coupled with interactivity with people from different cultures and professional backgrounds, propelling each participant in the programs to the next step in their development.

Count on us!

We are ready to offer you what you need for your academic and/or professional training.

Dr. Sara Bernardes (Founder and Dean)

IESLA - Instituto de Educação Superior Latinoamericano has been building a history of commitment and excellence in Brazilian education. Based on a global vision, it has honorably fulfilled its social responsibility for higher education in Brazil, Argentina, Africa, the United States and other Central American countries. Because it understands that human capital is a nation's most precious asset, IESLA has been acclaimed as a benchmark throughout Latin America in the higher education segment at master's, MBA, doctorate and post-doctorate level, taught in the intensive modality.

The Latin American Higher Education Institute proudly invests in improving Brazilian and global education.

IESLA's mission is to train, specialize, qualify and prepare students for personal and professional development through bold pedagogical projects and up-to-date content with a solid scientific, academic or executive and professional base that meets the demands of the market and the expectations of candidates for the chosen programs.

IESLA is an educational institution committed to educational excellence at all levels.

The reason we persist is you.

Enroll in one of our courses.

Did you know that more than 80% of students choose to do their undergraduate or postgraduate studies closer to home? To improve your quality of life, IESLA has settled in the best location in the Northern Vector (Pampulha). Come and see the place where you will spend the next few years of your life studying and enriching your professional training, this is extremely important. That's why IESLA is opening its doors so that its future students can get to know our structure and start a new stage in higher education.
It will be a pleasure to welcome you!