Presidente do IESLA-ESJUS participa do “Simplificação da Legislação da Educação Superior”, pelo Conselho Nacional de Educação – CNE

Toque para fechar o menu de navegação

Presidente do IESLA-ESJUS participa do “Simplificação da Legislação da Educação Superior”, pelo Conselho Nacional de Educação – CNE


  A fundadora e presidente do grupo educacional IESLA-ESJUS, Drª. Sara Bernardes, foi convidada a participar do debate: “Simplificação da Legislação da Educação Superior”, em Sessão Plenária aberta pelo Conselho Nacional de Educação – CNE aos reitores e dirigentes das instituições de educação superior. A presidente enfatizou a importância da qualidade de ensino para gerar um aumento nos índices de profissionais capacitados para o mercado de trabalho: “Através do compromisso das instituições em elevar os coeficientes de qualidade nos cursos, se inspirará uma relação de compromisso com o aluno, a sociedade e o Estado. No EaD, por exemplo, urge-se que as instituições agreguem excelência às licenciaturas. Se melhorarmos a qualidade das licenciaturas, contribuiremos significativamente para o perfil do egresso. Sabendo que a educação superior particular forma 75% dos profissionais para o mercado de trabalho”, afirmou.

De acordo com o presidente do CNE, Luiz Roberto Liza Curi, para elevar os índices da educação, devemos considerar também as pesquisas científicas: “Não vamos gerar a educação em escala se não revermos as pesquisas e investigações científicas também em escala”, afirmou. Curi, ainda disse não concordar com o fato de simplificarem a aprendizagem em nosso país: “Eu não concordo com o termo “simplificação”, e sim, com ações que devem gerar complexidade no sentido de zelar pela aprendizagem e formação do aluno, que também retroalimente a pesquisa. ”, disse.

O grupo IESLA-ESJUS se antecipa neste conceito mantendo um alto padrão, oferecendo ao corpo discente, professores, mestres e doutores, uma educação nivelada, além da teoria – os casos simulados, a pesquisa científica, e tecnologias inovadoras.