Dr. Luis Fernando Pires Machado


UM SONHO REALIZADO

Dr. Luis Fernando Pires Machado - Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais/UMSA

Dr. Luis Fernando Pires Machado – Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais pela UMSA e pós-doutorando em Direito Penal e Garantias Constitucionais pela UNLAM.

 

Depois de várias tentativas em realizar o curso de doutorado no Brasil e nem sequer conseguir cursar aulas, devido às minhas atividades laborais, surgiu uma grande oportunidade de alçar no meio acadêmico da pesquisa e da investigação. Com enorme confiança, inscrevi-me no curso de DOUTORADO em Ciências Jurídicas e Sociais, da Universidad del Museo Social Argentina, em Buenos Aires, em contato com a Escola Superior de Justiça (ESJUS) e o Instituto de Educação Superior Latinoamericano (IESLA), senti segurança para um investimento bem baixo em alçar o meu doutoramento.

 

Foi mais que um desafio. Enquanto ficava imerso durante 15 dias, manhã e tarde, em aulas de alta qualidade e ministrada com professores doutores, com formação em várias partes do mundo. Um aprendizado ímpar que me fez crescer intelectualmente e como ser humano, ao adotar a cultura argentina e a virtude de um povo que preza pelo conhecimento e altos estudos. Dois anos de afinco, dedicação e entusiasmo. Torcia para chegarem os meses de janeiro e de julho! Sim, eram os meses que dedicava meus dias de férias no trabalho e partia, como sempre, esperançoso de cumprir mais uma etapa do doutorado. E, assim foi…

 

Como sou agradecido a Deus e aos diretores da ESJUS/IESLA, nas pessoas do Dr. Joaquim Miranda, Dra. Sara Bernardes, Dr. Cilas Bernardes e Dr. Sear Jasube. Pessoas que vim a conhecer durante o curso, lá na Argentina e, percebia o cuidado, a responsabilidade, o compromisso e cuidado com todos nós. Era comum comparecerem às salas de aula, acompanharem os alunos na Secretaria e na Direção da Instituição. Tiravam as dúvidas e sanavam qualquer ocorrência. Parabéns a ESJUS/IESLA pela oportunidade de um sonho que foi realizado!

 

No âmbito da UMSA, todos os horários foram rigorosamente cumpridos pelos diletos professores que sempre orientavam da necessidade de entrega das monografias referentes ás suas disciplinas, após o encerramento das mesmas. E, olha que a nota saía mesmo. Nunca houve perda de qualquer trabalho. E o envio era pela internet, o que mais uma vez, evidencia o profissionalismo dos professores e servidores da UMSA. Com as notas de aprovação em todas as disciplinas, chegava a vez de providenciar orientador no acompanhamento de minha tese. Ah, que tensão. É assim mesmo. Dá até para lembrar das monografias, cuja pressão dos professores era sem igual!

 

Agora, me via numa fase de amadurecimento e com vontade de cumprir o almejado título de DOUTOR. Sim, por que não? Doutor. Em que pese nosso país não oportunizar a quem trabalha cursar o doutoramento, a iniciativa louvável da ESJUS/IESLA em conveniar com diversas Universidades famosas e de gabarito da Argentina, era a minha melhor chance. E, viva! Consegui meu título de DOUTOR.

 

Para a tese, não foi nada fácil. Dias e noites, finais de semana. Renúncia a uma série de regalias. Escolhia um tema, mudava para outro, até que o professor Doutor Joaquim Miranda ajudou no tema. Arrumada a Banca examinadora, por professores Doutores superqualificados, puxa! mais 3 dias em Buenos Aires. Cheguei bem arrumado, e um pouco nervoso, apresentei minha tese. Banca reunida, saio da sala, sou chamado e anunciam a minha nota: NUEVE! Amém! Conquistei mais um sonho em minha vida!

 

Daí, imaginem,  foi aquela luz que refletiu tanto que a própria UMSA resolveu editar e imprimir em livro o que era uma tese. E, em espanhol! Essa eu não sonhava. Sonhava em conquistar o título de Doutor, mas fazer da tese, um livro? Foi bem assim.

 

E, mais, conquistei meu pós-doutorado e passei a ser professor convidado da UMSA para ministrar aulas nos programas de doutorado e pós-doutorado!!!

 

Ah, querem saber mais uma coisa: Logo, logo, o meu diploma será RECONHECIDO por uma Universidade Pública, aqui mesmo no Brasil. É, porque ao concluir o curso, automaticamente, você pode ministrar aulas, e exercer pesquisas na Argentina. E, acreditem, já orientei e estou orientando alunos de algumas Universidades argentinas. E, o nosso livro tem sido citado por diversos autores daquele país.

 

Confesso que, sozinho, não conseguiria nada…

 

Nota para o reconhecimento dos diplomas estrangeiros no Brasil:

 

1) O interessado deve requerer o reconhecimento em universidade que possua o curso equivalente;
2) A documentação deve constar de cópias de seu diploma, histórico escolar e trabalhos publicados, se for o caso;
3) Exemplar da tese, em arquivo digital;
4) Dados curriculares dos membros da Banca.

 

Uma ótima notícia é a de que o Conselho Nacional de Educação facilitou o reconhecimento de nossos diplomas, conforme a Resolução CES 3, de 2016.

 

Em suma, vale a pena ser feliz, vale a pena ter seu doutorado, vale a pena aproveitar a chance de conclusão de seu doutorado, aos moldes apresentados pela ESJUS/IESLA.

 

Abraços, Luis Fernando.

 

© Copyright 2014 - IESLA Instituto de Educação Superior Latino Americano - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: CYB e Atonbox.